O Maior portal do Noroeste de Minas

Centro Socioeducativo de Unaí lança livro com textos e ilustrações de jovens acautelados

10 de julho de 2017 por Vinícius Campos

Comentários

Publicidade



Publicidade

Obra comemora os quatro anos da unidade e reflete os anseios dos adolescentes que cumprem medida de internação

“Errar, aprender, superar e recomeçar”. Esse é o nome da 3ª edição do livro lançado pelo Centro Socioeducativo de Unaí, que celebra os quatro anos de funcionamento da unidade.  Por meio de rimas, mensagens reflexivas e ilustrações, os adolescentes relatam seus anseios e expectativas diante de suas trajetórias, na busca por um futuro mais próspero.

O diretor-geral da unidade, José Fonseca, conta que idealizou o projeto há três anos para ajudar a identificar questões que precisam ser trabalhadas com os adolescentes pela equipe multidisciplinar da unidade, composta por psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, terapeutas ocupacionais, entre outros.

Para isso, não se estipula tema ou limite de textos. Os adolescentes são livres para escrever sobre o tema desejado e são acompanhados por pedagogos e professores de português da Escola Estadual Vigários Torres, instalada dentro do Centro.

“Os jovens às vezes têm dificuldade de mostrar o que sentem. Por meio da escrita, expressam, com mais facilidade, seus anseios e fazem desabafos de coisas que não falam nos atendimentos. Dessa forma, é possível fazer interferências eficazes, enriquecendo o atendimento técnico”, conta José Fonseca.

A unidade conta com uma biblioteca com mais de mil exemplares, onde cada adolescente tem direito ao empréstimo de dois livros por semana. Praticamente 100% deles fazem uso desse fluxo corriqueiramente, mesmo os que ainda não possuem leitura – vendo fotos e gravuras.

Isso, inclusive, ajuda a estimular a produções dos textos. Foi o que aconteceu com dois adolescentes que produziram uma quantidade expressiva de conteúdo, ao ponto de não caber no livro da unidade. Cada um lançou um livro de autoria própria, sendo um de poesia e outro autobiográfico. 

A equipe desenvolve um trabalho voltado para o processo de responsabilização a respeito do ato infracional praticado pelo adolescente de forma digna, para que ele compreenda o seu erro, oferecendo suporte para novas alternativas de reinserção social, como estudo regular, oficinas e cursos profissionalizantes.

O apoio familiar também é fundamental durante o cumprimento da medida. Seis adolescentes que tiveram seus textos publicados no livro foram homenageados como destaques, N., de 17 anos, foi um deles.

“Quando contei para a minha mãe na última visita, ela ficou muito feliz. Deu um sorriso largão! Perdemos muito tempo da nossa vida com bobeira, só desperdiçando, sem pensar no que pode acontecer. Quando percebemos, já levamos o tombo”, relata o jovem.

 

Para além do livro

O Centro Socioeducativo de Unaí comemora o respeito que conquistou dos adolescentes atendidos, familiares e da comunidade nesses quatro anos de história.  A unidade estabelece constantes parcerias com a sociedade, já que a ocupação desses espaços sociais é fundamental para o processo de reinserção dos adolescentes que cumprem medida.

Só neste ano, 125 jovens participaram de curso de formação para o mercado de trabalho em diversas áreas, por meio de parcerias com outros órgãos públicos e entidades da sociedade civil.

centro-socioeducativo-de-unai-lanca-livro-com-textos-e-ilustracoes-de-jovens-acautelados

Crédito (foto): Divulgação/Sesp