O Maior portal do Noroeste de Minas

Distrito Federal se torna líder nacional na produção de trigo com 5t ao ano

29 de maio de 2017 por Vinícius Campos

Comentários

Publicidade



Publicidade

A produção de 5 mil toneladas por ano ainda não atende o consumo da região. No entanto, a produtividade é a melhor do Brasil, com média de 5.734 quilos por hectare

post27434_img1
26/05/2017. Crédito: Ed Alves/CB/D.A. Press. Brasil. Brasília – DF. Especial sobre trigo. Plantação de trigo na Fazenda Araçá Vermelho, do produtor José Guilherme Brener, na rodovia DF-355.

O Distrito Federal vai produzir 5 mil toneladas de trigo este ano. Apesar de a quantidade ainda estar longe de atender ao consumo da região, a qualidade e a produtividade são as melhores do país. Do total de grãos colhidos nas fazendas locais, 4% do produto chega às mesas de Brasília já como farinha. Dados do Sindicato da Indústria de Alimentação de Brasília (Siab) indicam que a demanda anual de trigo no DF é de 100 mil toneladas. O consumo mensal é de 8,4 mil toneladas, 15% acima da média nacional.

Fatores climáticos, com dias muito quentes e noites muito frias, associados às pesquisas para o aprimoramento da qualidade e produtividade dos grãos, ajudaram a incrementar a produção do Distrito Federal, que hoje é a região com o melhor índice de produtividade de trigo por área plantada. Para complementar o abastecimento, a Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF) e a Bunge, multinacional do agronegócio, importam Fotostrigo. A cooperativa, que tem 142 associados, sendo 25 produtores, processa 13.200 toneladas por ano, ou seja, cerca de 9% do que é consumido no DF.

A produtividade média de trigo irrigado do DF é de 5.734 quilos por hectare (kg/ha), enquanto a média nacional foi de 2.397 kg/ha nos últimos nove anos, de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Cleverton Santana, gerente de avaliação de safra da empresa, explica que o trigo tem um potencial de produtividade alta, mas está concentrado na região Sul do país, onde as chuvas impactam de forma negativa. “No Distrito Federal, a estiagem ajuda. A colheita do trigo ocorre no período seco”, diz.

O desafio de pesquisadores e agricultores é tornar o DF autossustentável. Não falta otimismo — a área potencial de cerrado da região para plantio e colheita de trigo chega a quatro milhões de hectares. “O domínio de tecnologia de produção poderá garantir a produção de até 10 milhões de toneladas de trigo por ano. Com isso, será possível suprir toda a necessidade do Brasil somente com a plantação em área agricultável de cerrado”, explica o engenheiro agrônomo da Coopa-DF, Cláudio Malinski. O Brasil consome 10,5 milhões de toneladas de trigo por ano. Metade é produzida no país. O restante é importado a um gasto anual de US$ 800 milhões.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) lidera as pesquisas de tecnologia para a promoção da cultura de trigo de sequeiro no Centro-Oeste. “No cultivo irrigado, o investimento é maior, há o uso intensivo de tecnologia, planejamento específico e expectativa de safra mais alta, de 6 a 7 toneladas por hectare”, explica Jorge Henrique Chagas, pesquisador da Embrapa.

Na fazenda Araçá Vermelho, a cerca de 70 km de Brasília, o produtor rural José Guilherme Brener aproveita a entressafra de soja para o cultivo de sequeiro de trigo — a safrinha —  pelo segundo ano consecutivo. São 50 hectares de terra plantada, onde o agricultor pretende colher 30 sacas de trigo, por volta de 15 de julho, o dobro do ano passado. “O cultivo de sequeiro é de alto risco. O potencial de rendimento de grãos está associado à quantidade de chuvas durante o ciclo. O que o grão precisa é de sol na cabeça e água no pé, mas a chuva este ano foi abaixo do esperado”, diz.

Em números

Confira a performance da produção de trigo no Distrito Federal em 2017

* 1º lugar no país em produtividade

* Produção total — 5 mil toneladas

* Área cultivada — 1 mil hectares

* Produção por hectare (ha) — 100 sacas (cultivo irrigado)

* Consumo mensal — 8,4 mil toneladas (t)